1997: Mandacaru estreia, mas não mantém a audiência de Xica

Sertão da Manchete

Vinheta de 14 anos

A emissora entrou pelo ano de 1997 sustentada no sucesso de Xica da Silva. Para se ter uma idéia, na época da novela, o “Jornal da Manchete” registrava uma média entre 08 e 09 pontos. Além de sustentáculo para a programação, a arrecadação com a trama possibilitava novos investimentos. Sendo assim, as novidades vieram rápido.

Mandacaru - Divulgacao

Entre as novas atrações, estreva Mistério, apresentado por Walter Avancinni, que passaria a revezar com o Câmera Manchete nas noites de quarta. O propósito era mostrar fenômenos paranormais ressucitando a velha fórmula do “Acredite se Quiser“, também apresentado pela rede no final da década de 80.

O semanal “Na Rota do Crime” ganhava agora uma edição diária com meia hora de duração apresentada por Florestan Fernandes. Marcos Hummel passou a dividir a apresentação do “Jornal da Manchete” com Márcia Peltier. Essa úlitma alteração, no entanto, durou pouco tempo. Embora a audiência do jornal estivesse em alta, a emissora tirou Marcos Hummel da apresentação do jornal.

Após seu bom desempenho como especial de final de ano, “Mexe Brasil“, tornou-se semanal. Inspirado no especial “Samba Brasil”, estreou nas noites de sábado.

leia também