1995: Cresce a audiência com a estreia de Tocaia Grande, jornalísticos e programas populares

Reinvestindo

Em 1995, a emissora completava doze anos, com popularidade aumentando devido aos desenhos japoneses e uma programação recheada de produções independentes. A direção se dedicava exclusivamente à adaptação para a TV de Tocaia Grande, livro de Jorge Amado. Os investimentos altíssimos davam clima de superprodução.

No mês de fevereiro, a emissora transmitiria novamente os Desfile das Escolas de Samba do Rio, como atração principal do Carnaval da Manchete.

Em setembro, Carlos Amorim assumiu a direção de Programas jornalísticos e, exatamente no dia 18, estreava o polêmico “24 Horas”. Idealizado por Fernando Barbosa Lima e apresentado por Solange Bastos, era um programa altamente sensacionalista que explorava imagens fortes, mostrando a realidade nua e crua. A crítica o viu como uma reedição do Documento Especial, levado ao ar também na Manchete, em 1990. O programa atraiu significativa audiência e ajudava a formar uma nova programação na rede.

Os anúncios já estavam no ar para a estréia do semanal “Seu Boneco nas Paradas”. O programa iria ao ar aos sábados e significaria a volta da emissora à produção de programas de auditório, com números musicais e shows de calouros. Contaria ainda com a participação de personalidades em seu júri como Chiquinho Scarpa, Rogéria, Magda Cotrofi e João Roberto Kelly.

A tentatva de se fazer um novo Chacrinha não deu certo e o programa foi extinto. Lug de paula, que interpretava o personagem “Seu Boneco”, apresentava ainda o “Clube do Sr. Boneco” de segunda à sexta com apenas dez minutos de duração.

Grade de Programação de 1995