Logo do Manchete Verdade - 1996-98

Manchete Verdade buscava informar entretendo

O Manchete Verdade foi um telejornal-revista exibido entre 1996 e 1998, substituindo o Jornal da Manchete 2a Edição. Estreou com Marcos Hummel, que meses depois passou o bastão para Ronaldo Rosas.

O Manchete Verdade entrou no ar no dia 24 de junho de 1996, às 23h45, substituindo o Jornal da Manchete Segunda Edição.

Neste post:

  1. A proposta
  2. Formato
  3. Sai Hummel, entra Ronaldo Rosas
  4. Outros jornais-revista

A proposta

Um programa informativo e relaxante para assistir antes de dormir. Esta era a proposta do novo telejornal, que tinha direção de Carlos Amorim, o mesmo diretor dos programas jornalísticos semanais (Mauro Costa era o diretor dos telejornais e eventos).

Imagem de Jornalismo da Rede Manchete -
1997: Jornalismo nobre

A grande novidade era a presença de Marcos Hummel, que já apresentava o Na Rota do Crime às sextas. O jornalista, depois de 20 anos na Globo, aceitou a proposta da Manchete para ancorar a nova revista eletrônica de fim de noite.


Não vamos dar as notícias para impressionar, vamos informar entretendo – explica o apresentador.

Marcos Hummel, sobre o Manchete Verdade

Formato

O “Manchete verdade” começava com uma crônica antes da escalada, seguido da abertura do telejornal. Foi desenhado para ter diversos quadros e colunistas, entre eles:

  • Os dois lados da verdade“, em que representantes da área politica ou social falariam sobre um determinado assunto; e
  • Queimou a língua“, no qual declarações ou previsões feitas por uma personalidade no passado serão comparadas com suas opiniões ou comportamento no presente.
  • Crônica de um dia inteiro“: o resumo das notícias do dia;
  • CNN via satélite“: os fatos internacionais;
  • Charge do Dia”: Humor, com o cartunista Ique;
  • Carlos Chagas: comentários políticos, direto de Brasília;
  • Tamara Leltel: de São Paulo, entrevistava empresários.
  • Dora Bria: a campeã de windsurf apresentava reportagens esportivas.

Chamada de estreia do Manchete Verdade - 1996

Sai Hummel, entra Ronaldo Rosas

No  mesmo ano, com a ida de Marcos Hummel para o Jornal da Manchete, o Manchete Verdade passou a ser apresentado por Ronaldo Rosas. Ao longo do tempo, a presença dos comentaristas foi sendo diminuída.

Aberrtura e Encerramento - Manchete Verdade - com Ronaldo Rosas

Em 1998, o telejornal foi extinto, dando lugar à uma reformulada segunda edição do Jornal da Manchete , agora intitulada Jornal da Manchete Edição da Noite.

Outros jornais-revista

Antes do Manchete Verdade, houve outros momentos em que a Manchete substituiu a segunda edição do Jornal da Manchete por um produto no estilo revista eletrônica:

leia também