Logo da Revista Veja

Veja: Changeman e Jaspion são os novos heróis infantis

Matéria da Revista Veja, em 29 de junho de 1988, repercute o sucesso dos tokusatsus na Manchete: Changeman e Jaspion são os novos heróis infantis.

Revsta Veja, 29 de junho de 1988

Poder Oriental

Changeman e Jaspion são os novos heróis infantis

Uma nova legião de monstros, robôs e andróides invadiu nos últimos meses a imaginação das crianças na faixa de 4 a 10 anos do país. À frente desses seres, combatendo-os ou aliando-se a eles, figuram os dois mais recentes super-heróis infantis Changeman e Jaspion. Eles são adolescentes com poderes mágicos que, junto com seus carros e naves espaciais, se transformam em robôs gigantescos capazes de qualquer proeza.

Changeman e Jaspion são os dois seriados japoneses que vêm se tornando a sensação das crianças nas locadoras de vídeo. Nos últimos dois anos, e com sucesso crescente, foram lançadas 26 fitas com suas aventuras e, a partir desta semana, duas fitas inéditas, com quatro episódios cada uma Maldição Sangrenta, do Changeman, e A Morte de Mac Garen, do Jaspion, prometem movimentar as férias de julho.

Cena de Changeman ilustra matéria da revista Veja - jun-1988
Cena de Changeman ilustra matéria da revista Veja – jun-1988

Os dois super-heróis têm causado sensação também na Rede Manchete, onde seus filmes são exibidos no programa infantil Clube da Criança, que vai ao ar das 4 às 6 horas da tarde nos dias de semana. Desde quando estrearam no ar em fevereiro, a audiência da emissora no horário pulou de 1.5 para 3.7 em São Paulo e de 3.7 para 6.8 no Rio de Janeiro.

Os seriados foram determinantes para aumentar a audiência do Clube da Criança

Xerxes Gusmão,. diretor de marketing da Manchete

“Os seriados foram determinantes para aumentar a audiência do Clube da Criança”, acreditaOs seriados foram determinantes para aumentar a audiência do Clube da Criança Nas locadoras de vídeo, os filmes da série disputam a preferência das crianças com os desenhos da Turma da Mônica e da Xuxa, que antes reinavam absolutos. “A criançada não quer saber de outra coisa aqui o Jaspion e o Changeman são os campeões de bilheteria”, afirma Sérgio Nardiello, proprietário da locadora carioca Free-shop Vídeo. “Esses dois superheróis não param nas prateleiras de nenhuma de nossas lojas são o sucesso do momento”, diz Cláudia Marques, gerente da Real Vídeo, uma das maiores redes de locadoras de São Paulo.

1 milhão de dólares

Produzidos pela Toei Company a mesma empresa que nos anos 60 fazia os seriados de sucesso Nacional Kid, Ultraseven e Ultraman -, os filmes dos novos heróis conferem a atores de verdade os poderes dos Transformers, personagens de desenhos animados que se transmutam em carros e robôs. Tanto Changeman quanto Jaspion têm características semelhantes. Transformados em robôs, eles travam lutas infindáveis contra os monstros que tentam destruir a Terra. O Changeman, em sua forma humana, é um esquadrão de três rapazes e duas garotas que herdaram um poder especial.

Cena de Jaspion ilustra matéria da revista Veja - jun-1988
Cena de Jaspion ilustra matéria da revista Veja – jun-1988

Cada um deles comanda um veículo e, nas horas de perigo, se unem formando o enorme Change-robô, que usa a espada e o escudo para se defender do terrível rei Bazoo. Jaspion é um garoto que tem como missão proteger os planetas da Via Láctea de Sata Gosso Demônio das Trevas. Durante os embates com os inimigos, Jaspion é um semirobô que, junto com sua nave espacial, se transforma no Gigante Guerreiro Daileon, outro colossal robô. Em suas aventuras, conta com a ajuda de Anri, uma mulher andróide.

A Everest Vídeo, que detém os direitos dos filmes no Brasil, afirma ter investido mais de 1 milhão de dólares cerca de 200 milhões de cruzados no lançamento dos seriados no país. A empresa já colocou 52 mil fitas no mercado e, até o final de junho, pretende distribuir outras 24 mil.

Há dois meses, a Everest lançou também o kit Changeman um conjunto de brinquedos, com a espada, a máscara, o escudo e o distintivo dos heróis, vendido tanto em lojas quanto em locadoras por cerca de 5 500 cruzados. “A procura entre a criançada é tão grande que já tivemos que renovar os pedidos”, diz Eduardo Armando, diretor comercial da DB Brinquedos, uma rede de lojas de São Paulo. A apresentação dos seriados na televisão impulsionou ainda mais o sucesso que as fitas de vídeo já faziam com a garotada.

Hoje, na Rede Manchete, Changeman e Jaspion só perdem em audiência para as transmissões de futebol e para a novela Dona Beija. Durante um concurso, no Clube da Criança, em que são sorteados kits Changeman, a participação das crianças é surpreendente segundo a emissora, só na semana passada chegaram 25 000 cartas de concorrentes mirins.

Por Diogo Montano

Diogo Montano é Bacharéu em Ciência da Computação, pós graduado em Gestão de Negócios, e trabalha há quase vinte anos unindo duas coisas que sempre gostou: comunicação e tecnologia. Cresceu assistindo à Globo e Manchete, canais de tv que tinham as melhores imagens da região. Em 1999, ainda antes de entrar na faculdade, publicou a primeira versão deste site, logo após a venda da Manchete.

leia também