Crítica antiga à estrutura de produção

Entrevista da diretora Tizuka Yamazaki ao caderno TV Programa do Jornal do Brasil em 19/01/1992

A que ela estava propondo com Jorge Durán era uma coisa mais agressiva, uma trama sobre os vários ciclos de exploração que se repetem ao longo da do Brasil.
Mas o pessoal que assumiu o projeto preferiu adotar um estilo mais lírico. “A música estava errada, a cenografia estava errada, a direção de elenco estava errada. Enfim, o erro estava na essência”, analisa Tizuka.

Texto originalmente escrito por Miton, em 07/05/2005

Por Diogo Montano

Diogo Montano é Bacharéu em Ciência da Computação, pós graduado em Gestão de Negócios, e trabalha há quase vinte anos unindo duas coisas que sempre gostou: comunicação e tecnologia. Cresceu assistindo à Globo e Manchete(imagens sem interferências na baixada fluminense), e em 1999, ainda antes de entrar na faculdade, publicou a primeira versão deste site, logo após a venda da emissora. Atualmente trabalha como PM(Product Manager) no Globoplay.

leia também