Super Equipe de Resgate Solbrain

Tokusatsu do tipo Herois de Resgate, subtipo dos Heróis de Metal, foi o último tokusatsu importado pela Manchete. Estreou em 1995, e era a continuação de Winspector.

Super Equipe de Resgate Solbrain. foi o último tokusatsu inédito exibido pela TV Manchete, estreando aqui em 1995 (este também foi o ano de estouro de , que desencadearam a onda anime no país).

Solbrain teve 53 episódios. Estreou às 9h30 (no Dudalegria), com reprise às 17h35 (Sessao Super Heróis).

A série é a segunda da trilogia dos Rescue Heroes, sendo uma sequencia direta de Winspector (que teve uma reprise curta ao anteceder a estreia de sua sucessora no mesmo horário noturno). Se revezou com Kamen Rider Black RX, indo ao ar sempre às terças, quintas e sábados.

Solbrain também teve uma breve reprise nas sextas-feiras no bloco JapAction, fazendo dobradinha com National Kid. Infelizmente este foi o último Metal Hero que passou por aqui e não pudemos assistir a sua sucessora, Exceedraft, por falta de interesse/investimento da Tikara e de outras empresas do ramo.

Solbrain
Super Equipe de Resgate Solbrain 2

A história

Após a partida do Esquadrão Especial Winspector para a Europa, o Japão não poderia ficar desprotegido. Foi pensando nisso que, sem perda de tempo, o Chefe Massaki organizou um novo grupo de heróis tão ou mais poderosos que o Winspector. Nascia então a Super Equipe de Resgate Solbrain, um super grupo de heróis equipados com a mais alta tecnologia.

Assim como Winspector, a Unidade Solbrain era composta de três membros, com a diferença de que, dessa vez, dois eram humanos. O líder era Daiki Nishio, um detetive iniciante mas de grande potencial. Apertando um botão no painel de seu carro Sol Líder (SolGallop no Japão) e pronunciando o comando plus up (que não faz sentido nenhum em inglês, mas deve ser algo como “aumentar”), Daiki se equipa com a armadura SolBraver, na cor azul, que aumenta sua força e o deixa praticamente invulnerável, além de permitir que ele use a arma Raio Delta (Cerberus Delta no original), capaz de se transformar em bastão ou espada. A armadura SolBraver não é feita de Crush Tector, mas construída com uma nova tecnologia chamada Solid Suit; mesmo assim, Daiki não pode vesti-la indefinidamente, já que, após um certo tempo, sua energia se esgota.

O segundo integrante humano da equipe é a policial Reiko Higuchi, que, com o mesmo comando plus up e o acionamento de um botão em seu carro Sol Blaster (SolDrecker no original), tem acesso à armadura SolJeanne, de cor vermelha, totalmente à prova de fogo, com máscara de oxigênio embutida e uma espécie de extintor de incêndio como arma. Completa a equipe principal o robô SolDozer, de cor amarela, dotado de grande força e da habilidade de se transformar em uma “máquina de resgate”, que parece uma cruza de escavadeira e empilhadeira. A equipe recebe suas ordens do supercomputador Cross 8000, mais avançado que Maddox.

Também como o Winspector, a Solbrain possui uma unidade de apoio, composta pelo policial Jun Masuda, que, apesar de não ter armadura, é praticamente um querto membro da equipe; o especialista em máquinas Kamekichi Togawa, responsável pela manutenção de SolDozer e dos demais equipamentos da equipe; e os tripulantes do Solid Saver (SolidStates-1 no Japão), um enorme caminhão de bombeiro voador que surgia de sua garagem secreta para apagar um eventual incêndio enquanto a Solbrain resgatava as vítimas. O Solid Saver era pilotado pelo oficial Takeshi Yazawa, que tinha como braço-direito a policial Midori Aikawa, única mulher na tripulação.

Mais uma vez como Winspector, Solbrain não tinha um vilão principal, se envolvendo, em cada capítulo, em uma missão de resgate ou salvamento, na qual aproveitava para combater um cientista maluco, bandido perigoso ou eventual monstro ou alienígena. A série tinha, porém, um vilão recorrente, Takaoka, um cientista devotado a destruir a equipe, e que chegou até mesmo a se fundir com um computador para tentar conseguir seu intuito.

Nos episódios 21, 22 e 23, Fire, Biker e Highter fizeram uma participação especial, e o Winspector e a Solbrain uniram forças para derrotar um inimigo em comum. No episódia 34, Liuma retorna novamente ao Japão, e é convidado para se unir à Solbrain, recebendo uma armadura Solid Suit semelhante à de Daiki, mas vermelha, chamada Knight Fire. A armadura possui as mesmas habilidades da SolBraver, sendo equipada com um Raio Delta e um Pile Tornado, um extintor de incêndio supermoderno. Liuma também tem um carro, Knight Custom, que tem esse nome por ser originalmente um carro comum, adaptado para o combate pelo próprio Liuma.

No último episódio, o Chefe Massaki reúne a equipe e revela que o governo japonês deu ordem para que ela fosse dissolvida, devido aos altos gastos necessários para manter uma equipe daquele porte em operação. Ao invés de apenas uma equipe com tecnologia de ponta, a ordem era produzir armaduras mais baratas em massa, para equipar vários policiais e bombeiros por todo o Japão. Esse foi o mote para a criação de mais uma série, que encerraria a trilogia iniciada com Winspector.

Por Diogo Montano

Diogo Montano é Bacharéu em Ciência da Computação, pós graduado em Gestão de Negócios, e trabalha há quase vinte anos unindo duas coisas que sempre gostou: comunicação e tecnologia. Cresceu assistindo à Globo e Manchete(imagens sem interferências na baixada fluminense), e em 1999, ainda antes de entrar na faculdade, publicou a primeira versão deste site, logo após a venda da emissora. Atualmente trabalha como PM(Product Manager) no Globoplay.

leia também