Trilha Sonora de Ana Raio e Zé Trovão

Trilha Sonora – Volume 1

CAPIM AZUL – Almir Sater
JOÃO BALAIO – Boca Livre
MEU PRIMEIRO AMOR – Célia & Celma
VALSA BRASILEIRA – Chico Buarque
COWBOY DO ASFALTO – Chitãozinho & Xororó
CAVALEIROS DO CÉU – Denis & Demian
AS VOLTAS QUE O MUNDO DÁ – Lenine
ESPERANÇA MANHÃ – Marcus Viana
FLOR DE IR EMBORA – Maria Bethânia
VALE DO RIO VERMELHO – Neuma Morais
ESTRADAS DO INTERIOR – Ruy Maurity
ATRÁS POEIRA – Sá & Guarabira
RAIO E TROVÃO – Marcus Vianna & Sagrado Coração da Terra
ANA RAIO – Xangai

Capa do LP Volume 2
Capa do LP Volume 2

Trilha Sonora – Volume 2

TEMA DA VIDA – Marcus Viana
HORA O CLARÃO – Almir Sater
FADA MADRINHA – Vanessa Falabella
RODANDO O BRASIL – Marcus Viana
MARUJO DE ESTRADA – Orlando Morais
PRO MEU AMOR – Silvia Patrícia
COMPANHEIRA – Ruy Maurity
VAQUEIRO – Neuma Morais
BESAME MUCHO – Sidney Magal
MARIA LUA – Marcelo Barra
BAILINHO NA CAPELA – Renato Borghetti
ESTRADA DE DOLORES – Goiano e Paranaense
PRECISO DE AMOR – Célia & Celma
RAIO E TROVÃO – Marcus Viana
Trilha Sonora de Marcus Viana

Tema Raio e Trovão – Completa

Tema de Abertura: RAIO E TROVÃO –
Marcus Vianna & Sagrado Coração da Terra

Corre em minhas veias, tempestades
Viajo em nuvens de fogo
Por estradas, campos e cidades
Sou relâmpago nos olhos do povo
A luz da lua e das estrelas
Faísca no casco dos cavalos
Nosso caminhão iluminado
É constelação, cometa, dragão dourado
É só porque, rodeio e canção
Festa de caravana é luz e calor
Estrela cadente riscando o céu
Não deixa morrer esse sonho de amor
Diz quem resiste a uma paixão
Constante, eterna como a luz do sol
Cruzando espadas, homem, mulher
O branco e o negro, o raio e o trovão!
Minha estrada é a cauda de um cometa
Nas noites de lua, sou lobo
Tenho amigos em todos planetas
Mas no mundo dos homens sou louco
A chama do amor cegou meus olhos
Só vejo teu rosto em cada esquina
Tua ausência é como a fome
Seguir tua luz, teu rumo, é minha sina
Noites perdidas vagando ao luar
Sonhos guardados no fundo do peito
Por quantas vidas irei te buscar
Estrela do tempo me ensina a esperar
Diz quem resiste a essa paixão
Quente, indomável, força da vida
Cruzam o espaço, planetas e sóis.

Por Diogo Montano, em 24/09/1999