1997: Novidades para todos os públicos e fortalecimento da produção de SP

Novos lançamentos em ritmo acelerado de vários gêneros, aproveitando a alavanca de Xica da Silva e o bom desempenho das apostas do ano anterior, apesar de Mandacaru voltar aos níveis regjstrados por Tocaia,

A emissora entrou no ano de 1997 alavancada pelo sucesso de Xica da Silva. O “Jornal da Manchete” dava médias entre oito e nove pontos e a linha de shows após a novela ocupava a vice-liderança com freqüência. Com o crescimento do faturamento (em 96 foi de 250 milhões de reais), crescia também a disposição para novas apostas. Sendo assim, a emissora avançou em direção a dois gêneros pouco abraçados: o feminino e público de programas do fim de semana, principalmente os de auditório.

Estreou Mistério, jornalístico apresentado por Walter Avancini, que passaria a se revezar com o nas noites de quarta. O propósito era mostrar fenômenos paranormais ressuscitando a velha fórmula do “Acredite se Quiser“, também apresentado pela rede no final da década de 80.

Debby Lagranha, com apenas cinco anos de idade, é contratada para apresentar o novo Clube da Criança, em versão reduzida, diariamente das 18h às 18h30. Além do programa, a menina começaria a ser preparada para protagonizar a novela A Queridinha, escrita por Rita Buzzar, que entraria no horário das 19h30, e significaria a reativação do segundo horário de da emissora.

Vinheta de 14 anos

O semanal “Na Rota do Crime” ganhou uma edição diária com meia hora de duração apresentada por Florestan Fernandes. Marcos Hummel passou a dividir a apresentação do “Jornal da Manchete” com Márcia Peltier. Essa úlitma alteração, no entanto, durou pouco tempo. Embora a audiência do jornal estivesse em alta, a emissora tirou Marcos Hummel da apresentação do jornal.

Marcia Peltier e Marcos Hummel no Jornal da Manchete - 1997

Hummel passaria a apresentar o diariamente, e Florestam Fernandes voltaria ao . Além disso, ganhou o aos sábados, com vídeos importados mostrando resgates da defesa civil, bombeiros e paramédicos. Mas logo depois o apresentador assinou com a Band e deixou a Manchete. Para sua vaga nos programas, a Manchete contratou Augusto Xavier.

Estreia o Mulher de Hoje, significando a volta dos investimentos da emissora no público feminino. Produzido na sede paulistana da emissora, ao vivo, das 15h às 17h, apresentado por Beth Russo.

Após seu bom desempenho como especial de final de ano, “Mexe Brasil“, tornou-se semanal. Inspirado no especial “Samba Brasil”, estreou nas noites de sábado.

substitui em agosto, a audiência cai para seis pontos, e Benvindo Sequeira assume o protagonismo da novela com três meses. A obra reage, passando a registrar entre 8 e dez pontos, retornando aos níveis de .

Também em agosto, estréia nas noites de sábado o , um musical de auditório com artistas do momento e também performances no estilo dos grandes protagonizadas pela apresentadora.

Em setembro estréia Sandy e Junior Show, aos sábados, e Sergio Reis do Tamanho do Brasil nas tardes de domingo.

Vila do Tiririca estreou às 18h30, uma sitcom diária repetindo a velha fórmula do Chaves. A audiência subiu de 3 para cinco pontos, mas o programa era caro. Acabou saindo do ar em fevereiro de 1998.

Em outubro a Manchete entra na guerra dominical com om . Tratava-se de três programas de auditório seguidos, todos ao vivo: Domingo no Palco, com as crianças Luis Bacci e Isabella; Perdidos na Tarde, com Marcelo Augusto e Thunderbird; Programa J. Silvestre e Corrida Milionária, ambos com o veteraano apresentador. Os programas abusavam dos sorteios via 0900, mas não empolgou em audiência, e era considerado caro. Ficou no ar até março de 1998.

A Manchete fechou 1997 com um faturamento de 120 milhões de reais, um bom valor, mas praticamente metade do que faturou no ano anterior.

Anuncio em revista sobre o Domingo Milionário
J Silvestre no Anuncio em revista sobre o Domingo Milionário

Por Diogo Montano

Diogo Montano é Bacharéu em Ciência da Computação, pós graduado em Gestão de Negócios, e trabalha há quase vinte anos unindo duas coisas que sempre gostou: comunicação e tecnologia. Cresceu assistindo à Globo e Manchete, canais de tv que tinham as melhores imagens da região. Em 1999, ainda antes de entrar na faculdade, publicou a primeira versão deste site, logo após a venda da Manchete.

leia também