Visão geral de 74.5 – Uma Onda no Ar

Produção independente da TV Plus, apresentada pela TV Manchete.

A novela foi criticada na época pelo título: a freqüência não existe em rádio comercial (vai de 87.8 a 107.9)

Do dia 24 de junho até o dia 18 de julho de 1994, a Manchete parou de apresentar os capítulos inéditos da novela e passou a levar ao ar os capítulos já exibidos em forma compacta. Isso aconteceu porque a Manchete não pôde exibir os jogos da Copa do Mundo naquele ano e não queria prejudicar a novela (os horários dos jogos coincidiam com os da novela).

O ator Paulo Autran desistiu de fazer a novela na última hora. Autran iria viver Álvaro, e foi substituído pelo diretor Cecil Thiré (o orçamento era pequeno, e não era possível contratar outro ator). Cecil foi avô da personagem de Letícia Sabatella, apesar de em 1994 o ator ter 50 anos enquanto Letícia tinha, 22.

Por Miguel Rivera, em 21/01/2006